top of page

Tarot Zen Osho - Receptividade (Rainha da Água): Significado e interpretação da carta.

Atualizado: 26 de fev.


Explorando o Arcano Menor – Figura da Corte – Receptividade (Rainha da Água)

Elemento Água – Domínio das Emoções

Navegando pelas águas emocionais da carta Receptividade


Simbologia da carta Receptividade (Rainha da Água)


A carta da Receptividade, ou Rainha da Água, do Tarot Zen Osho é uma representação profunda da feminilidade, caracterizada pela passividade, pela fluidez da água e pelo poder das emoções. Ela é uma carta que se destaca pela sua simbologia rica e pela lição que transmite sobre gratidão e desapego.


A figura central da carta surge completamente imersa na água, seu corpo estendendo-se em direção ao céu em um gesto de acolhimento e recepção. O detalhe de que a figura não possui cabeça é bastante simbólico. Indica que não há espaço para uma mente sobrecarregada ou agressiva. Não há pensamentos que bloqueiem a recepção pura. Essa característica ilustra a capacidade de estar plenamente presente, aberta e disposta a aceitar o que vem, seja bom ou ruim.


Outro elemento de destaque na carta é o constante preenchimento e esvaziamento da figura, um ciclo contínuo de receber e liberar. Isso nos fala sobre a capacidade de fluir com a vida, de não se apegar às emoções ou situações, mas permitir que elas passem por nós e então as liberar. É uma bela representação da impermanência da vida e da importância de estar em harmonia com esse fluxo contínuo.


Saindo da figura, vemos um símbolo de lótus, representando a perfeita harmonia do universo. Esse símbolo se torna evidente quando estamos alinhados e em sintonia com o universo, e reforça a ideia de que estamos todos conectados. Assim, a carta nos convida a encontrar nosso lugar na teia da vida e a viver de acordo com essa conexão.


A Rainha da Água anuncia um período de desapego, um tempo para agradecer por todas as bênçãos que a vida nos dá, sem expectativas ou exigências. Ela nos ensina a receber com gratidão, sem a necessidade de recompensas ou reconhecimento. Ela nos lembra de viver no momento presente, valorizando o que temos, ao invés de ansiar pelo que não temos.


Finalmente, a Receptividade enfatiza traços de sensibilidade, intuição e compaixão. Essas são as qualidades que podem nos ajudar a quebrar barreiras e nos unir uns aos outros, e ao todo. Ela nos encoraja a sermos gentis e compreensivos, a ouvir nossa intuição e a agir com amor e bondade.


A simbologia e os aspectos da carta da Receptividade nos oferecem um convite à reflexão, à introspecção e ao alinhamento com nossas emoções. Ela nos ensina a fluir com a vida, a estar abertos e receptivos, e a viver com gratidão e compaixão.


Explorando mais profundamente a simbologia desta carta, percebemos que a imagem da figura imersa na água é um convite a mergulharmos em nosso próprio interior, a nos conectarmos com nossas emoções mais profundas. Como a água, devemos aprender a fluir, adaptar-nos às circunstâncias e manter a serenidade mesmo diante das tormentas.


A ausência de cabeça na figura da Rainha da Água é um poderoso símbolo da libertação das amarras do pensamento excessivo e analítico. Convida-nos a silenciar a mente, a nos libertarmos das preocupações e a nos abrirmos para a intuição e para a sabedoria do coração.


O ciclo contínuo de preenchimento e esvaziamento que a figura experimenta remete à lei da impermanência, uma das verdades fundamentais da vida. A Rainha da Água nos ensina que nada é estático, tudo está em constante mudança. Devemos abraçar essa impermanência, aceitando as alegrias e os desafios que a vida nos apresenta, e deixando-os passar sem nos apegarmos a eles.


O lótus que emerge da figura é uma representação clara da harmonia e do equilíbrio universais. Esta planta, que nasce na lama e se eleva em busca da luz, é um símbolo do nosso próprio caminho de autorrealização. Assim como o lótus, devemos superar os desafios, aprender com eles e usar essas experiências para nos tornarmos melhores.


A sensibilidade, intuição e compaixão destacadas na carta da Receptividade são qualidades essenciais para a evolução pessoal e espiritual. Elas nos incentivam a ser mais empáticos com os outros, a ouvir a nossa voz interior e a tratar a nós mesmos e aos outros com gentileza e amor.


Em resumo, a Rainha da Água é uma carta de profundidade emocional, de fluxo e de aceitação. Ela nos encoraja a abraçar nossa natureza sensível e intuitiva, a fluir com as mudanças da vida e a buscar um estado de harmonia e equilíbrio com o universo. Ela é um lembrete da beleza e da riqueza que podem ser encontradas na entrega, no desapego e na conexão com o nosso eu mais autêntico.




Significado da carta Receptividade (Rainha da Água):


A carta Receptividade, ou Rainha da Água, do Tarot Zen Osho, carrega um significado profundo de aceitação, abertura e fluxo harmonioso com as correntes da vida. Ela representa a essência feminina, uma figura simbólica da água e das emoções, personificando a capacidade de receber, se adaptar e se transformar.


A ausência de cabeça na figura desta carta simboliza uma mente livre de pensamentos agressivos ou sobrecarregados, que possam impedir a pureza da receptividade. É um convite para esvaziar a mente, permitir que a intuição nos guie e para sermos receptivos ao que a vida oferece.


A imagem da figura se enchendo e esvaziando continuamente é uma metáfora poderosa para a aceitação e a liberação. Isto significa que, tal como a água, devemos estar dispostos a receber e, ao mesmo tempo, prontos para deixar ir mantendo um fluxo contínuo de energia e emoções. É um lembrete para viver no presente, abertos e receptivos ao que a vida traz, sem se apegar a qualquer resultado.


A presença do lótus que emerge da figura indica a harmonia perfeita do universo, tornando-se evidente quando estamos em sintonia com ele. A flor de lótus é um símbolo de pureza e renascimento, sugerindo que, apesar dos desafios e turbulências, somos capazes de florescer e alcançar a iluminação.


A Rainha da Água, através da sua receptividade, transmite um sentimento de desapego, de gratidão sem expectativas ou exigências. Ela nos ensina a aceitar alegremente o que a vida nos dá, sem nos sentirmos obrigados ou à espera de recompensas.


Os traços predominantes de sensibilidade, intuição e compaixão ilustram a capacidade de nos conectarmos com os outros e com o mundo ao nosso redor de maneira mais profunda e significativa. Eles servem para dissolver quaisquer obstáculos que nos separam uns dos outros e do todo.


Em resumo, o significado da carta Receptividade reside na sua chamada à abertura, à aceitação e ao fluxo harmonioso com a vida. Ela nos encoraja a abraçar a mudança, a sermos gratos, a ouvirmos a nossa intuição e a tratarmos a nós mesmos e aos outros com compaixão e amor.


A carta Receptividade, ou Rainha da Água, do Tarot Zen Osho, oferece orientações e conselhos úteis para várias áreas da nossa vida. Aqui estão algumas interpretações da carta para diferentes contextos:


Vida Amorosa: A carta da Receptividade sugere um tempo de abertura emocional e intimidade. Ela pode indicar a necessidade de estar mais aberto e receptivo ao amor e aos sentimentos, permitindo-se fluir com a maré dos relacionamentos. Pode também representar a necessidade de liberar apegos emocionais ou expectativas, aprendendo a apreciar o que tem em vez de se concentrar no que falta.


Trabalho: No contexto profissional, a Rainha da Água aconselha a adotar uma postura mais adaptável e flexível. Esteja aberto a novas oportunidades e esteja disposto a aprender com os outros. Também pode indicar a necessidade de equilibrar o lado emocional e racional no trabalho, ou seja, permita que a sua intuição guie suas decisões, mas sem esquecer da lógica e da razão.


Saúde: Em termos de saúde, a Receptividade indica a importância de estar em sintonia com o seu corpo e as suas emoções. Preste atenção aos sinais que o seu corpo lhe dá, seja gentil consigo mesmo e permita-se tempo para relaxar e recarregar as energias. Pode também sugerir a necessidade de liberar emoções reprimidas para promover a cura emocional e física.


Dinheiro: Financeiramente, a carta pode sugerir um fluxo de abundância, mas com a necessidade de manter um equilíbrio. Esteja aberto para receber, mas também esteja disposto a dar e compartilhar. Evite apegar-se demais ao material e lembre-se de que a verdadeira riqueza vem do interior.


Família: No contexto familiar, a Receptividade sugere harmonia e conexão emocional. Pode indicar a necessidade de estar mais presente e disponível para os membros da família, mostrando empatia e compreensão. Também pode sugerir a necessidade de liberar antigos ressentimentos ou mágoas, permitindo que a energia amorosa e positiva flua livremente.


A carta Receptividade, também conhecida como Rainha da Água, no Tarot Zen Osho, tem um rico conjunto de simbologias que podem ser interpretadas como aspectos positivos e negativos em um contexto geral. Vamos explorar cada um deles:


Aspectos Positivos:

1. Abertura: A Receptividade sugere uma grande capacidade de acolhimento e abertura emocional. Este é um aspecto positivo que favorece a compreensão, a empatia e a conexão profunda com os outros.

2. Fluidez: Assim como a água, essa carta fala da capacidade de adaptação e flexibilidade. Este aspecto ajuda a enfrentar as mudanças e adversidades da vida com serenidade e aceitação.

3. Intuição: A Rainha da Água é um forte símbolo da intuição e da sabedoria interior. Este é um aspecto positivo que encoraja a confiança na própria intuição e no poder da percepção além do racional.

4. Cura: Esta carta indica um momento de cura e de liberação de emoções reprimidas. É um aspecto positivo que facilita a recuperação e a renovação emocional.


Aspectos Negativos:

1. Passividade excessiva: Embora a receptividade seja um aspecto positivo, quando levada ao extremo pode tornar-se uma passividade prejudicial, dificultando a tomada de atitudes proativas diante da vida.

2. Sobrecarga emocional: A conexão intensa com as emoções que a carta sugere pode levar à sobrecarga emocional se não for bem gerenciada, podendo causar estresse ou ansiedade.

3. Apego: Apesar da mensagem de liberação e fluxo, a Rainha da Água também pode representar dificuldade de deixar ir, de se apegar a sentimentos e situações passadas, o que pode impedir o progresso e a cura.

4. Falta de objetividade: A ênfase na intuição e nas emoções pode, em alguns casos, levar à falta de objetividade e à dificuldade em tomar decisões racionais e pragmáticas.


Receptividade em Diálogo: A Interpretação da Rainha da Água em Combinação com os Arcanos Maiores do Tarot Zen Osho


  • A Receptividade e O Bobo (0): Esta combinação sugere um novo começo, a oportunidade de se abrir para a jornada da vida com uma mente fresca e receptiva. Convida você a encarar a vida com curiosidade e sem preconceitos.

  • A Receptividade e Existência (I): Esta junção enfatiza a necessidade de estar presente e totalmente engajado no momento atual. Encoraja a conexão com a essência da existência e a sintonia com o fluxo da vida.

  • A Receptividade e A Voz Interior (II): Aqui, a receptividade realça a importância de ouvir sua voz interior, a intuição. Promove um estado de abertura para receber mensagens e orientações do seu eu superior.

  • A Receptividade e Criatividade (III): Esta combinação sugere uma explosão de ideias criativas e a possibilidade de transformar essas ideias em realidade, mantendo-se receptivo e aberto às inspirações do universo.

  • A Receptividade e O Rebelde (IV): Essa união indica a possibilidade de uma rebelião interna, uma necessidade de romper com as normas estabelecidas e de ser autêntico consigo mesmo. Sugere manter-se aberto e receptivo a essa mudança.

  • A Receptividade e Não-Materialidade (V): Esta combinação incentiva a desapegar-se dos aspectos materiais da vida, a estar aberto e receptivo ao espiritual, ao imaterial. Indica a necessidade de reconhecer a verdadeira riqueza que vem de dentro.

  • A Receptividade e Os Amantes (VI): Nesse contexto, a receptividade pode indicar uma profunda conexão emocional e amorosa. Sugere a necessidade de estar aberto e receptivo ao amor e à intimidade em sua vida.

  • A Receptividade e Consciência (VII): Esta junção indica a necessidade de estar consciente e atento ao que está acontecendo ao seu redor e dentro de você. Sugere estar receptivo às lições que a vida oferece.

  • A Receptividade e Coragem (VIII): Nesta combinação, a coragem de enfrentar desafios e a receptividade para aceitar as mudanças andam de mãos dadas. Encoraja você a ser valente e aberto às possibilidades.

  • A Receptividade e Solitude (IX): Aqui, a carta da Receptividade pode sugerir a necessidade de tempo sozinho para refletir, meditar e estar em sintonia com seus sentimentos e emoções.

  • A Receptividade e Mudança (X): Esta combinação indica a necessidade de aceitar e abraçar as mudanças da vida. Aconselha a fluir com a maré das transformações, mantendo uma postura receptiva.

  • A Receptividade e Ruptura (XI): Essa combinação pode indicar um rompimento ou fim de um ciclo. A receptividade ajuda a aceitar e se adaptar a essa mudança, permitindo que novas oportunidades se manifestem.

  • A Receptividade e Nova Visão (XII): Neste contexto, a Receptividade convida à abertura para novas perspectivas e ideias. Sugere a possibilidade de renovação das formas de ver e entender o mundo.

  • A Receptividade e Transformação (XIII): Aqui, a Receptividade atua como um facilitador da transformação, permitindo que as mudanças ocorram sem resistência e com serenidade.

  • A Receptividade e Integração (XIV): Nessa combinação, a Receptividade convida à harmonia interna, integrando os diferentes aspectos do ser. Promove a união e o equilíbrio entre mente, corpo e espírito.

  • A Receptividade e Condicionamento (XV): Este pareamento sugere a necessidade de questionar e desafiar condicionamentos e padrões de comportamento antigos. A receptividade ajuda a se abrir para novos caminhos e possibilidades.

  • A Receptividade e Relâmpago (XVI): Aqui, a Receptividade pode indicar uma súbita mudança ou revelação. Sugere estar aberto e preparado para lidar com circunstâncias inesperadas e surpreendentes.

  • A Receptividade e Silêncio (XVII): Neste contexto, a Receptividade se une ao Silêncio para indicar um momento de introspecção e quietude. Convida a um estado de profunda paz e calma interna.

  • A Receptividade e Vidas Passadas (XVIII): A combinação sugere a possibilidade de ressonâncias de experiências passadas. A Receptividade ajuda a se abrir para essas memórias, permitindo a cura e o aprendizado.

  • A Receptividade e Inocência (XIX): Aqui, a Receptividade indica um retorno à inocência, à pureza de coração e mente. Incentiva a enxergar o mundo com os olhos de uma criança, com admiração e sem julgamentos.

  • A Receptividade e Além da Ilusão (XX): Nessa combinação, a Receptividade convida a transcender as ilusões e a reconhecer a verdadeira natureza da realidade. Sugere estar aberto para ver além das aparências.

  • A Receptividade e Completude (XXI): A união destas duas cartas sugere um estado de plenitude e realização. A Receptividade facilita a aceitação de si mesmo e da vida como ela é, promovendo a sensação de integridade e contentamento.


Conclusão da Carta Receptividade (Rainha da Água):


A carta "A Receptividade" do tarot, também conhecida como "Rainha da Água", é uma carta que representa a essência do elemento água em sua forma mais pura e intuitiva. Ela traz consigo uma mensagem de sensibilidade, empatia, intuição e conexão emocional profunda.


Através da figura da Rainha da Água, somos convidados a abraçar e nutrir nossas emoções, permitindo que elas fluam livremente e se manifestem em nossa vida. Essa carta nos lembra da importância de honrar nossos sentimentos, reconhecendo-os como uma fonte valiosa de orientação e sabedoria.


A Receptividade nos leva a compreender que a verdadeira força não reside apenas na ação e no poder exterior, mas também na capacidade de nos sintonizarmos com nosso mundo interior. Ao cultivar a receptividade, nos tornamos mais conscientes de nossas emoções e intuições, permitindo que elas nos guiem em nossas decisões e experiências.


Essa carta nos encoraja a buscar equilíbrio emocional, encontrando espaço para processar nossos sentimentos e nutrir nossa alma. Ela nos lembra que, ao nos abrir para a vulnerabilidade, estamos nos permitindo experimentar a plenitude da vida e nos conectar de maneira autêntica com os outros.


A Rainha da Água também nos lembra da importância de cuidar de nós mesmos e dos outros. Ela nos convida a ser compassivos e compreensivos, estendendo uma mão amiga para aqueles que precisam de apoio. Ao nos tornarmos receptivos aos outros, criamos um ambiente de amor e compaixão, fortalecendo os laços entre nós e promovendo um senso de comunidade.


No entanto, a carta também nos alerta para a necessidade de estabelecer limites saudáveis e não permitir que a receptividade se transforme em submissão ou passividade. É fundamental encontrar um equilíbrio entre a abertura emocional e a proteção de nossa própria energia, garantindo que não sejamos sobrecarregados pelas emoções dos outros.


Em resumo, a carta "A Receptividade" ou "Rainha da Água" nos convida a abraçar e honrar nossas emoções, cultivar a intuição e a empatia, e criar um espaço de compaixão e conexão emocional com os outros. Ao fazer isso, encontramos equilíbrio e plenitude em nossa vida, abrindo caminho para um maior autoconhecimento e crescimento espiritual.


Se você ainda tem dúvidas ou deseja explorar ainda mais as artes divinatórias, não perca mais tempo procurando respostas. Faça agora sua consulta com o Tarot Zen Osho online e descubra o que o futuro reserva para você. Acesse nosso site e faça uma consulta.


varias cartas do tarot zen osho



Comments


Consultores:

bottom of page