top of page

Tarot Mitológico - A Morte (Carta 13): Significado e interpretação desse Arcano Maior.

Atualizado: 19 de jun.

A Transcendência da Morte: Uma Jornada Além das Aparências


A Simbologia da Carta A Morte do Tarot Mitológico


A carta 13 do Tarot Mitológico, conhecida como A Morte, é uma representação simbólica profunda que evoca uma gama de emoções e reflexões. Cada detalhe meticulosamente desenhado na imagem carrega consigo uma carga simbólica rica, convidando o observador a mergulhar nas camadas de significado.


A figura central, envolta em uma túnica preta e com o rosto oculto por um elmo escuro, personifica a própria Morte. Contrariando a visão comum de uma entidade sombria e ameaçadora, a Morte aqui se apresenta como um receptáculo, com as mãos abertas para receber os presentes oferecidos pelos pequenos humanos ajoelhados diante dela. Essa postura sugere uma aceitação resignada do ciclo inevitável da vida e morte, onde a Morte é vista não como uma ameaça, mas como uma transição.


Os presentes oferecidos pelos humanos acrescentam profundidade à narrativa visual. Uma coroa dourada é ofertada, simbolizando a transcendência e a superação das limitações terrenas. Uma pilha de moedas sugere a renúncia das riquezas materiais, enquanto a flor oferecida por uma criança representa a efemeridade da vida e a renovação constante.


O cenário ao redor da figura é igualmente enigmático. Um rio escuro flui, representando o fluxo contínuo da existência. À margem mais próxima, a terra é árida e seca, indicando a inevitabilidade da morte. No entanto, do outro lado do rio, a terra verdejante iluminada pelo sol nascendo no horizonte sugere a promessa de renascimento e novos começos após a passagem pela Morte.


A composição harmoniosa desses elementos forma uma tapeçaria simbólica rica, convidando a uma reflexão profunda sobre a natureza da vida e sua constante transformação. A Morte, longe de ser uma carta de presságio sombrio, revela-se como uma mediadora entre o fim e o recomeço, entre a escuridão e a luz.


Hades, o Guardião do Submundo: Entre a Sombra e a Ordem Cósmica

Hades, na mitologia grega, é o deus que governa o submundo, também conhecido como o reino dos mortos. Ele é um dos três filhos de Cronos e Reia, irmão de Zeus e Poseidon. Ao dividirem o universo, Zeus tornou-se o governante dos céus, Poseidon, o senhor dos mares, e Hades, o soberano do submundo.


O domínio de Hades é composto por várias regiões, como o Tártaro, um abismo profundo onde as almas dos mais malignos são punidas. Os Campos Elísios, por outro lado, são reservados para as almas virtuosas e heroicas. As almas comuns seguem para os Campos

Asfódelos, uma região intermediária.


A representação de Hades é frequentemente associada a uma figura sombria e austera, refletindo sua ligação com o submundo e a morte. Ele é retratado como um deus imparcial, seguindo a ordem natural das coisas, garantindo que as almas encontrem seu destino apropriado após a morte.


Um dos episódios mais conhecidos relacionados a Hades envolve a captura de Perséfone, filha de Deméter. Hades a levou para o submundo para ser sua esposa, causando a tristeza de Deméter, que, em seu pesar, fez a terra entrar em um período de esterilidade. Uma negociação entre Zeus, Hades e Deméter permitiu que Perséfone passasse parte do ano no submundo e parte na superfície, simbolizando as estações do ano.


Apesar de sua associação com a morte, Hades não é considerado um deus malévolo. Ele desempenha um papel crucial na manutenção do equilíbrio cósmico, assegurando que o ciclo de vida, morte e renascimento ocorra de acordo com a vontade dos deuses.




O Significado da Carta A Morte do Tarot Mitológico


A carta do Arcano Maior, conhecida como A Morte, carrega consigo um simbolismo profundo e muitas vezes mal interpretado. Quando esta carta emerge em uma leitura de tarot, ela não deve ser temida, mas sim compreendida como um sinal de transformação e renovação em diferentes aspectos da vida do consulente.


Ao contrário da interpretação literal de morte física, A Morte no tarot refere-se mais a uma morte simbólica, marcando o fim de uma fase ou situação para dar lugar a algo novo e transformador. Ela simboliza a inevitabilidade da mudança, a aceitação de ciclos naturais e o processo contínuo de renascimento.


Quando A Morte aparece, indica que é hora de abandonar o antigo para abrir caminho ao novo. Pode representar o término de relacionamentos, o encerramento de uma fase da vida, ou até mesmo a superação de padrões de pensamento limitadores. Essa carta é um lembrete de que, muitas vezes, o crescimento pessoal e a renovação surgem após períodos de desconforto ou desafio.


A Morte no tarot também destaca a importância de deixar ir o que não serve mais, de modo a possibilitar o desenvolvimento pessoal e espiritual. É um convite para abraçar as mudanças inevitáveis e confiar no processo de transformação, confiando que, no final, surgirá algo mais positivo e significativo.


Portanto, ao invés de temer A Morte, é aconselhável encará-la como uma aliada na jornada da vida, indicando que, mesmo nas situações mais difíceis, existe a promessa de renascimento e crescimento.


O significado da carta A Morte nos contextos de Vida Amorosa, Trabalho, Saúde, Dinheiro e Família, oferecendo dicas e conselhos relevantes:


Vida Amorosa:

A Morte na vida amorosa indica o fim de padrões ou relacionamentos que não são mais saudáveis. Pode ser um momento de deixar para trás antigas mágoas e abrir espaço para novas conexões. Esteja aberto a mudanças e permita que a renovação ocorra naturalmente, trazendo uma perspectiva mais positiva para o futuro.


Trabalho:

No contexto profissional, A Morte sugere que é hora de encerrar projetos ou abordagens que não estão mais alinhados com seus objetivos. Esteja disposto a se adaptar às mudanças no ambiente de trabalho, pois isso pode levar a oportunidades mais gratificantes e significativas. Use este período de transição para reavaliar metas e planos de carreira.


Saúde:

Na área da saúde, A Morte pode indicar a necessidade de abandonar hábitos prejudiciais. Esteja aberto a transformações positivas em seu estilo de vida, buscando hábitos mais saudáveis. Isso pode incluir mudanças na dieta, exercícios regulares ou a adoção de práticas de autocuidado. Esteja atento às necessidades do seu corpo e mente.


Dinheiro:

Quando se trata de finanças, A Morte aconselha a avaliar cuidadosamente investimentos e gastos. Considere abandonar estratégias financeiras que não estão trazendo os resultados desejados. Este é um momento propício para reorganizar suas finanças e buscar novas oportunidades de crescimento econômico.


Família:

No contexto familiar, A Morte sugere transformações nas dinâmicas familiares. Isso pode envolver mudanças na comunicação, resolução de conflitos pendentes ou até mesmo a redefinição de papéis. Esteja disposto a aceitar e facilitar mudanças necessárias para promover relações familiares mais saudáveis e equilibradas.


Em todas as áreas da vida, A Morte no Tarot é uma carta de renovação e crescimento. Esteja aberto às mudanças, encare-as como oportunidades positivas, e lembre-se de que, muitas vezes, o fim de algo marca o início de algo ainda mais significativo.


Aspectos positivos e negativos da carta A Morte do Tarot Mitológico:


Aspectos Positivos:

1. Renovação e Transformação: A Morte simboliza a oportunidade de abandonar o velho e abraçar o novo. Seu aspecto positivo reside na capacidade de promover mudanças significativas e renovadoras em diferentes áreas da vida, impulsionando o crescimento pessoal e espiritual.

2. Aceitação da Mudança: Uma das virtudes da Morte é sua capacidade de nos ensinar a aceitar a natureza inevitável das mudanças. Ao abraçar as transformações, podemos desenvolver resiliência e adaptabilidade, permitindo-nos fluir mais suavemente com os ciclos da vida.

3. Fim de Ciclos Necessários: A Morte indica o término de situações ou padrões que já não servem ao nosso bem-estar. Isso pode ser libertador, permitindo-nos avançar para novas experiências e oportunidades.


Aspectos Negativos:

1. Medo do Desconhecido: O aspecto desafiador da Morte pode surgir do medo do desconhecido. A resistência à mudança pode levar a sentimentos de ansiedade e insegurança. É fundamental reconhecer que, muitas vezes, as transformações trazem crescimento e novas possibilidades.

2. Perda Temporária: A Morte pode indicar perdas, sejam materiais ou emocionais. Essas perdas podem ser dolorosas, mas é crucial lembrar que, muitas vezes, são necessárias para abrir espaço para algo melhor.

3. Dificuldade na Aceitação: A aceitação da Morte como um símbolo positivo de transformação pode ser desafiadora para alguns. A resistência a deixar ir o antigo pode levar a obstáculos no caminho do progresso e crescimento.



Desafios e Conselhos com A Morte e os Arcanos Maiores


A Morte (Conselho) + O Louco (Desafio):

Conselho: Abra-se para mudanças e novas experiências. Este é um momento propício para deixar para trás o passado e abraçar o desconhecido. Desafio: Esteja ciente de impulsividades. Embora a mudança seja aconselhada, evite agir de maneira precipitada. Procure equilibrar entusiasmo com consideração.

A Morte (Conselho) + O Mago (Desafio):

Conselho: Utilize a transformação a seu favor. Seja proativo e canalize sua energia para manifestar mudanças positivas em sua vida. Desafio: Evite manipulações ou atitudes arrogantes. A transformação deve vir de uma fonte autêntica. Esteja ciente do impacto de suas ações nos outros.

A Morte (Conselho) + A Sacerdotisa (Desafio):

Conselho: Confie em sua intuição para guiar as mudanças. Há sabedoria nas profundezas do seu ser. Desafio: Não permita que o desconhecido a intimide a ponto de ficar paralisada. Em meio às mudanças, confie em sua intuição, mas também tome decisões conscientes.

A Morte (Conselho) + A Imperatriz (Desafio):

Conselho: Encare as transformações com uma mentalidade criativa. Veja cada mudança como uma oportunidade para cultivar algo novo e frutífero. Desafio: Evite o controle excessivo. Nem todas as transformações podem ser orquestradas meticulosamente. Permita que a vida siga seu curso natural.

A Morte (Conselho) + O Imperador (Desafio):

Conselho: Aceite o fluxo da vida e a impermanência das situações. Sua habilidade de liderança pode ser fortalecida ao abraçar as mudanças. Desafio: Cuidado com atitudes autoritárias. A rigidez pode ser um obstáculo. Esteja aberto a diferentes perspectivas e métodos.

A Morte (Conselho) + O Hierofante (Desafio):

Conselho: Encontre significado nas mudanças espirituais. Este é um período propício para explorar e aprofundar sua conexão com o sagrado. Desafio: Evite a resistência a novas ideias espirituais. Esteja disposto a questionar e expandir suas crenças durante esse processo transformador.

A Morte (Conselho) + Os Enamorados (Desafio):

Conselho: Permita que as transformações tragam clareza aos relacionamentos. Esse é um momento de avaliação honesta e escolhas conscientes. Desafio: Evite decisões impulsivas nas relações. As mudanças podem criar tensões, mas também oportunidades para uma conexão mais profunda.

A Morte (Conselho) + O Carro (Desafio):

Conselho: Avance com determinação durante as transformações. Veja os desafios como degraus para o sucesso em seu caminho. Desafio: Cuidado com a impulsividade. Mantenha o controle e a direção, evitando atropelar os outros em sua busca por mudanças.

A Morte (Conselho) + A Justiça (Desafio):

Conselho: Encare as transformações com equilíbrio e imparcialidade. Este é um momento para avaliações justas e decisões equitativas. Desafio: Evite ceder a impulsos vingativos. A justiça deve ser buscada, mas de maneira equilibrada e ética.

A Morte (Conselho) + O Eremita (Desafio):

Conselho: Encontre sabedoria nas transformações através da reflexão e autoconhecimento. Este é um momento propício para introspecção. Desafio: Evite o isolamento excessivo. Enquanto busca compreensão interna, também se conecte com o mundo ao seu redor para equilibrar a solidão.

A Morte (Conselho) + A Roda da Fortuna (Desafio):

Conselho: Aceite a inevitabilidade das mudanças cíclicas. Este é um período para se adaptar e fluir com os altos e baixos da vida. Desafio: Evite resistir às reviravoltas. As mudanças são parte integrante do ciclo vital. Esteja aberto a aprender com as experiências.

A Morte (Conselho) + A Força (Desafio):

Conselho: Enfrente as transformações com coragem e compaixão. Sua força interior pode ser a chave para superar desafios e emergir renovada. Desafio: Evite o confronto desnecessário. Use a força para superar obstáculos, mas também saiba quando exercer paciência e compaixão.

A Morte (Conselho) + O Enforcado (Desafio):

Conselho: Veja as mudanças como uma oportunidade para ganhar uma nova perspectiva. Às vezes, é necessário sacrificar o antigo para alcançar uma visão mais ampla. Desafio: Evite resistir às mudanças devido ao desconforto temporário. Às vezes, é preciso passar por períodos de suspensão para atingir uma compreensão mais profunda.

A Morte (Conselho) + A Temperança (Desafio):

Conselho: Busque o equilíbrio nas mudanças. Este é um período para integrar as experiências passadas e presentes, criando uma harmonia renovada. Desafio: Evite extremos. Encontre o meio-termo ao lidar com as mudanças, equilibrando paciência com ação.

A Morte (Conselho) + O Diabo (Desafio):

Conselho: Liberte-se de amarras antigas e padrões limitantes. A transformação pode ocorrer quando você escolhe conscientemente romper com as correntes que o prendem. Desafio: Cuidado com tentações prejudiciais. Às vezes, a busca por mudança pode ser obscurecida por desejos imediatos. Esteja atento às suas escolhas.

A Morte (Conselho) + A Torre (Desafio):

Conselho: Aceite que algumas estruturas precisam ruir para permitir uma reconstrução mais sólida. A mudança abrupta pode ser o catalisador para um renascimento. Desafio: Evite resistir às mudanças drásticas. Às vezes, é necessário um colapso para construir algo melhor.

A Morte (Conselho) + A Estrela (Desafio):

Conselho: Veja a transformação como uma jornada de cura e renovação. Este é um momento para cultivar esperança e seguir em direção a uma luz mais brilhante. Desafio: Evite a desilusão. Embora a mudança prometa renovação, é importante manter expectativas realistas e trabalhar ativamente em direção aos objetivos.

A Morte (Conselho) + A Lua (Desafio):

Conselho: Explore o desconhecido com confiança. As mudanças podem revelar aspectos ocultos de si mesmo. Esteja disposto a enfrentar seus medos internos. Desafio: Evite ser engolido pelas ilusões. As mudanças podem trazer à tona emoções profundas, mas é crucial manter a clareza mental para discernir a verdade.

A Morte (Conselho) + O Sol (Desafio):

Conselho: Enxergue a transformação com otimismo. Este é um período para irradiar sua verdadeira essência e buscar alegria nas mudanças. Desafio: Cuidado com a tendência de subestimar desafios. Embora seja importante manter uma visão positiva, é igualmente crucial enfrentar os desafios com realismo.

A Morte (Conselho) + O Julgamento (Desafio):

Conselho: Abra-se ao julgamento interno construtivo. Este é um momento propício para avaliar suas ações e escolhas, buscando crescimento e renovação. Desafio: Evite o julgamento excessivo de si mesmo e dos outros. A transformação vem com aprendizado, não com críticas destrutivas.

A Morte (Conselho) + O Mundo (Desafio):

Conselho: Abra-se para novos horizontes. Este é um chamado para encerrar ciclos antigos e abraçar um novo capítulo cheio de oportunidades e aprendizados. Desafio: Cuidado com a resistência à mudança. Às vezes, a conclusão de um ciclo pode parecer assustadora, mas lembre-se de que novos começos muitas vezes surgem após os finais.


Desafios e Conselhos com A Morte e os Arcanos Maiores


O Louco (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Esteja aberto a novas experiências e mudanças inesperadas. Abra-se para o desconhecido com entusiasmo. Desafio: Evite resistir às transformações inevitáveis. Aceite o fim de certos padrões para permitir o início de algo novo.

O Mago (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Utilize suas habilidades para manifestar mudanças positivas. Seja proativo e canalize sua energia para transformações construtivas. Desafio: Evite manipulações ou controle excessivo. Permita que as mudanças ocorram de maneira autêntica.

A Sacerdotisa (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Confie em sua intuição para orientar as mudanças. Busque sabedoria interna durante esse período de transformação. Desafio: Não deixe que o desconhecido a paralise. Confie em sua intuição, mas tome decisões conscientes.

A Imperatriz (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Encare as transformações com criatividade. Veja cada mudança como uma oportunidade para cultivar algo novo e frutífero. Desafio: Evite o controle excessivo. Permita que a vida siga seu curso natural.

O Imperador (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Aceite o fluxo da vida e a impermanência. Use sua liderança para guiar as mudanças com sabedoria. Desafio: Cuidado com atitudes autoritárias. Esteja aberto a diferentes perspectivas.

O Hierofante (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Encontre significado nas mudanças espirituais. Explore novas ideias e aprofunde sua conexão com o sagrado. Desafio: Não resista a novas perspectivas espirituais. Esteja disposto a questionar e expandir suas crenças.

Os Enamorados (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Permita que as transformações tragam clareza aos relacionamentos. Faça escolhas conscientes. Desafio: Evite decisões impulsivas nas relações. Busque uma conexão mais profunda, mas com equilíbrio.

O Carro (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Avance com determinação durante as transformações. Veja os desafios como degraus para o sucesso. Desafio: Cuidado com a impulsividade. Mantenha o controle e evite atropelar outros em busca de mudanças.

A Justiça (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Encare as transformações com equilíbrio. Busque avaliações justas e decisões éticas. Desafio: Evite ceder a impulsos vingativos. Busque justiça, mas de maneira equilibrada.

O Eremita (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Encontre sabedoria nas mudanças através da reflexão. Este é um momento propício para introspecção. Desafio: Evite o isolamento excessivo. Conecte-se com o mundo ao seu redor durante esse processo transformador.

A Roda da Fortuna (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Aceite a inevitabilidade das mudanças cíclicas. Adapte-se aos altos e baixos da vida. Desafio: Evite resistir às reviravoltas. Esteja aberto a aprender com as experiências.

A Força (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Enfrente as transformações com coragem e compaixão. Use sua força para superar desafios. Desafio: Evite confrontos desnecessários. Exerça a força com paciência e compaixão.

O Enforcado (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Veja as mudanças como uma oportunidade para ganhar uma nova perspectiva. Sacrifique o antigo para uma visão mais ampla. Desafio: Evite resistir às mudanças devido ao desconforto. Às vezes, é preciso passar por períodos de suspensão para uma compreensão mais profunda.

A Temperança (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Busque equilíbrio nas mudanças. Integre experiências passadas e presentes para criar harmonia. Desafio: Evite extremos. Equilibre paciência com ação durante as transformações.

O Diabo (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Liberte-se de amarras antigas. Escolha conscientemente romper com padrões limitantes. Desafio: Cuidado com tentações prejudiciais. Mantenha clareza ao tomar decisões durante o processo transformador.

A Torre (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Aceite que algumas estruturas precisam ruir para permitir uma reconstrução sólida. Veja o colapso como catalisador para um renascimento. Desafio: Evite resistir às mudanças drásticas. Às vezes, é necessário um colapso para construir algo melhor.

A Estrela (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Veja a transformação como uma jornada de cura. Cultive esperança e siga em direção a uma luz mais brilhante. Desafio: Evite a desilusão. Mantenha expectativas realistas e trabalhe ativamente em direção aos objetivos.

A Lua (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Explore o desconhecido com confiança. Enfrente medos internos durante as mudanças. Desafio: Evite ser engolido por ilusões. Mantenha clareza mental para discernir a verdade.

O Sol (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Enxergue a transformação com otimismo. Irradie sua verdadeira essência e busque alegria nas mudanças. Desafio: Cuidado com subestimar desafios. Enfrente-os com realismo enquanto mantém uma visão positiva.

O Julgamento (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Abra-se ao julgamento construtivo. Avalie ações e escolhas em busca de crescimento e renovação. Desafio: Evite julgamentos excessivos. Aprenda com as experiências em vez de criticar destrutivamente.

O Mundo (Conselho) + A Morte (Desafio):

Conselho: Abra-se para novos horizontes. Encerre ciclos antigos e abrace um novo capítulo cheio de oportunidades. Desafio: Cuidado com a resistência à mudança. Novos começos frequentemente surgem após os finais.


A Morte, carta poderosa e enigmática do Tarot Mitológico, revela-se como um convite à profunda reflexão e aceitação das inevitáveis metamorfoses da vida. Ao emergir nas leituras, ela não prenuncia apenas o término, mas, mais significativamente, a promessa de renovação e crescimento.


A imagem da figura envolta em uma túnica preta, rosto oculto por um elmo escuro, evoca a universalidade da experiência da morte e renascimento. As mãos abertas, receptivas aos presentes dos pequenos humanos, simbolizam a aceitação serena do que a vida oferece, sejam coroas douradas, pilhas de moedas ou singelas flores. É um lembrete de que, ao nos rendermos às mudanças, somos capazes de receber as bênçãos ocultas nos ciclos naturais da existência.


O cenário dualista do rio escuro e da terra árida em contraste com a terra verde iluminada pelo nascer do sol destaca a dualidade inerente à carta. A escuridão e a luz, o fim e o começo, se entrelaçam harmoniosamente, sublinhando que, mesmo nas sombras, há a promessa da aurora.


A Morte, quando surge como conselho, nos convida a abraçar a inevitabilidade da mudança, a aceitar o fim de capítulos conhecidos e a confiar no florescimento de novas possibilidades. Ao mesmo tempo, quando desafiadora, ela nos alerta para evitar resistências excessivas, destacando a importância de fluir com o curso natural da vida.


Assim, A Morte no Tarot Mitológico transcende a interpretação simplista do seu nome e revela-se como uma sábia conselheira, uma guia compassiva através dos ciclos eternos da existência. Ela nos recorda que, ao enfrentarmos os desafios e aceitarmos as transformações, estamos verdadeiramente preparados para abraçar o potencial de renascimento e crescimento interior.


Se você ainda tem dúvidas ou deseja explorar ainda mais as artes divinatórias, não perca mais tempo procurando respostas. Faça agora sua consulta com o Tarot Mitológico e descubra o que o futuro reserva para você. Acesse nosso site e faça uma consulta.


tarot mitologico online

Comments


Consultores:

bottom of page