top of page

Oráculo da Deusa - Coatlicue: Significado e interpretação deste Tarot

Atualizado: 18 de mar.


a imagem da deusa coatlicue segurando uma lua cheia em suas mãos.

A Simbologia da Carta Coatlicue no Oráculo da Deusa


Coatlicue, a deusa asteca da fertilidade, é uma figura mitológica poderosa e complexa que desempenha um papel central na cosmovisão da antiga civilização asteca. Seu nome, em náuatle, pode ser traduzido como "a que tem a saia de serpentes", refletindo sua natureza intrinsecamente ligada à vida e à morte.


Coatlicue é frequentemente representada como uma divindade dual, incorporando tanto os aspectos criativos quanto destrutivos da existência. Sua imagem é a de uma figura feminina com uma saia feita de serpentes entrelaçadas, mãos e pés com garras afiadas e um colar de mãos e corações humanos. A representação simbólica de serpentes, garras e corações destaca sua conexão com a vida, a morte e a regeneração.


Como deusa da fertilidade, Coatlicue desempenha um papel vital na mitologia asteca, sendo muitas vezes associada à Terra. Ela é considerada a mãe de Huitzilopochtli, o deus do sol e da guerra, e seus outros filhos incluem Coyolxauhqui e os Centzon Huitznahua, deuses das estrelas do sul. A mitologia asteca narra a criação do mundo a partir do sacrifício de Coatlicue, cujo corpo desmembrado deu origem à Terra e ao céu.



A dualidade na natureza de Coatlicue também é evidente em sua faceta de deusa da morte e do renascimento. Sua saia de serpentes simboliza a constante renovação da vida e a capacidade de superar a morte. O culto a Coatlicue envolvia rituais de sacrifício humano, acreditando que oferecer vidas humanas à deusa garantiria a continuidade da vida e a prosperidade.


A adoração a Coatlicue era central para a sociedade asteca, refletindo a importância dada à fertilidade, ao ciclo da vida e à renovação. Seu culto influenciou não apenas as práticas religiosas, mas também aspectos da arte e da arquitetura asteca, com representações da deusa encontradas em esculturas e templos.


Embora a civilização asteca tenha desaparecido há séculos, a mitologia de Coatlicue continua a fascinar e a inspirar, proporcionando uma visão única da complexidade da visão de mundo dessa antiga cultura mesoamericana. A deusa Coatlicue permanece como uma figura misteriosa e intrigante, cuja influência perdura através do tempo.


O Significado da Carta Coatlicue no Oráculo da Deusa


No contexto do "Oráculo das Deusas", a carta de Coatlicue representa a dualidade intrínseca à vida, com seus aspectos de criação e destruição. Ao tirar a carta de Coatlicue, você está conectando-se com uma força poderosa que simboliza a fertilidade, renovação e transformação.


A presença de Coatlicue no oráculo sugere que você está em um momento de transição, onde é necessário deixar algo para trás para dar espaço a um novo começo. Assim como a deusa asteca está ligada à Terra e ao ciclo da vida, você pode estar passando por um período de renascimento ou regeneração em várias áreas da sua vida.


A saia de serpentes de Coatlicue pode representar a capacidade de lidar com as complexidades e desafios com graça e sabedoria. A presença de serpentes, frequentemente associadas à renovação e transformação em muitas culturas, sugere que é hora de soltar o que não serve mais e permitir que algo novo floresça.


Além disso, a natureza dual de Coatlicue, sendo tanto deusa da fertilidade quanto da morte, indica a importância de equilibrar as polaridades na vida. Pode ser um lembrete para encontrar harmonia entre os opostos e aceitar as mudanças como parte natural do ciclo da existência.


Em termos práticos, ao receber a carta de Coatlicue, você pode ser encorajado a abraçar a mudança, deixar ir o que não serve mais, e permitir que novas oportunidades floresçam em sua vida. Essa carta sugere que, ao enfrentar os desafios com coragem e aceitação, você estará mais alinhado com os ciclos naturais da vida e experimentará um crescimento significativo. Este é um convite para abraçar a transformação e confiar no processo de renovação que está ocorrendo em sua jornada.



Poema da Deusa Coatlicue


''Com a cabeça pesada devido à perda

Com os olhos cegos devido às lágrimas caminho

incapaz de descansar

incapaz de encontrar calma

Estou seca

meus ossos

são pó ao sol do deserto

meu coração

arrancado do peito

jaz partido no solo

Cada passo que dou na vida

toma a pisoteá-lo

Cada respiração

abre minhas feridas

Como posso suportar o insuportável

Como posso sobreviver ao insuperável

Minha tristeza não terá fim?

Nunca preencherei o vazio da perda?

Meu anseio nunca cessará?''


Sugestão de Ritual Deusa Coatlicue - Toque a dor no tambor


Você precisará de um tambor e de baquetas.* Não use as mãos para tocá-lo, pois poderá feri-las, ou então, para protegê-las, você deixa de sentir plenamente a emoção.

Reserve um horário e um lugar em que você não seja interrompida. Sente-se confortavelmente, com a coluna reta. Respire fundo e solte. Libere-se de tudo. Inspire profundamente para o útero, o centro do corpo, e expire. Quando se sentir concentrada e relaxada, conceda-se espaço e permissão para abrir-se à sua dor. Encontre o lugar do corpo onde você está retendo a dor. É no coração? Nos pulmões? No plexo solar? Se souber visualizar, abra-se e deixe que as imagens venham. Se for cinestésica, deixe que o corpo sinta a dor.

Pode tratar-se de uma dor recente ou antiga. Pode ser uma dor que você nunca admitiu ou à qual deu pouca atenção. Talvez você descubra que, assim que se abrir à dor, muitas dores a incomodarão. Ou você pode achar difícil compreender. Deixe que tudo venha à tona, sem censura, sem julgamentos. Apenas aceite.

Assim que começar a sentir a dor, você estará pronta para to caro tambor. Não importa como você toca. O importante é fazer sons. Deixe que o ritmo da sua dor se expresse. Deixe-se entoar a dor. Movimente-se ou dance ou enlouqueça de dor. Faça o que for preciso. Quanto mais você conseguir se envolver, mais profunda e satisfatória será a experiência. Não hesite em uivar e gemer e lamentar e chorar. Talvez os sons e o ritmo evoluam para uma canção específica que você pode cantar sempre que precisar manifestar a dor. Talvez seja diferente a cada vez. Faça o que for mais apropriado para você.


A carta Coatlicue no Tarot, como a maioria das cartas, tem aspectos positivos e negativos, que variam dependendo do contexto da leitura e das cartas circundantes. Aqui estão os principais aspectos positivos e negativos associados à Coatlicue:


Aspectos Positivos com a Carta de Coatlicue no Tarot:

  1. Renovação e Regeneração: A presença de Coatlicue sugere um período de renascimento, permitindo que você se liberte do passado e abra espaço para novas oportunidades.

  2. Fertilidade e Prosperidade: A deusa é associada à fertilidade, indicando um momento propício para o crescimento, seja em termos materiais, emocionais ou espirituais.

  3. Sabedoria e Aceitação: A saia de serpentes simboliza a habilidade de lidar com desafios com sabedoria e aceitação, promovendo um maior entendimento das situações.

  4. Equilíbrio entre Vida e Morte: Coatlicue representa a dualidade da vida e da morte, lembrando-nos da importância de equilibrar as polaridades na existência e aceitar as mudanças como parte do ciclo natural.

  5. Força Interior: A imagem da deusa com garras afiadas ressalta a força interior necessária para enfrentar os desafios com coragem e determinação.


Aspectos Negativos com a Carta de Coatlicue no Tarot:

  1. Dificuldades na Transformação: Pode indicar resistência à mudança, sugerindo que você pode estar relutante em deixar ir velhos padrões, mesmo que isso seja necessário para o seu crescimento.

  2. Desconforto com Dualidades: A dualidade representada por Coatlicue pode causar desconforto se houver dificuldade em lidar com as polaridades da vida, resultando em desequilíbrio emocional.

  3. Conflito Interior: A presença da deusa pode apontar para conflitos internos, especialmente se houver hesitação em aceitar as mudanças necessárias para progredir.

  4. Necessidade de Liberação: A saia de serpentes pode indicar a necessidade de soltar algo em sua vida, o que pode ser um processo desafiador, mas essencial para o seu desenvolvimento.

  5. Percepção da Morte como Negativa: Para alguns, a associação de Coatlicue com a morte pode ser interpretada de maneira negativa, causando medo ou ansiedade em relação à transição e transformação.


Veja também o significado de cada Carta do Oráculo da Deusa:

  • Significado da carta - Afrodite: Deusa grega representando o arquétipo do amor.

  • Significado da carta - Amaterasu: Deusa japonesa do sol representando o arquétipo da beleza.

  • Significado da carta - Ártemis: Na mitologia grega, é a deusa da caça e da natureza selvagem representando o arquétipo da individualidade.

  • Significado da carta - Baba Yaga: Personagem da mitologia eslava, muitas vezes retratada como uma bruxa sábia. Representando o arquétipo da mulher selvagem.

  • Significado da carta - Bast: Deusa egípcia associada à casa, ao amor e à proteção. Representando o arquétipo brincadeira.

  • Significado da carta - Blodeuwedd: Deusa celta da primavera e da transformação. Representando o arquétipo da traição.

  • Significado da carta - Brígida: Deusa celta associada à cura, à poesia e à forja. Representando o arquétipo da inspiração.

  • Significado da carta - Cerridwen: Deusa celta da inspiração e da poção da sabedoria. Representando o arquétipo da morte e renascimento.

  • Significado da carta - Demeter: Deusa grega da agricultura e da colheita. Representando o arquétipo dos sentimentos e emoções.

  • Significado da carta - Durga: Deusa hindu da guerra justa. Representando o arquétipo dos limites.

  • Significado da carta - Eostre: Deusa germânica da primavera. Representando o arquétipo do crescimento.

  • Significado da carta - Erínias: Na mitologia grega, são deusas da vingança. Representando o arquétipo da crise.

  • Significado da carta - Esfinge: Criatura mítica grega com corpo de leão e cabeça humana. Representando o arquétipo do desafio.

  • Significado da carta - Eurínome: Deusa grega associada à criação e à dança. Representando o arquétipo do êxtase.

  • Significado da carta - Freia: Deusa nórdica do amor e da fertilidade. Representando o arquétipo da sexualidade.

  • Significado da carta - Gildéptis: Deusa indígena da fertilidade e da pesca. Representando o arquétipo da síntese.

  • Significado da carta - Hator: Deusa egípcia do amor, da beleza e da música. Representando o arquétipo do prazer.

  • Significado da carta - Hécate: Deusa grega associada à magia, à lua. Representando o arquétipo da encruzilhada.

  • Significado da carta - Héstia: Na mitologia grega, é a deusa da família. Representando o arquétipo do lar.

  • Significado da carta - Iemanjá: Deusa africana, especialmente reverenciada no candomblé, associada ao mar e à maternidade. Representando o arquétipo da entrega.

  • Significado da carta - Inanna: Deusa suméria da fertilidade, do amor e da guerra. Representando o arquétipo do abraçando a sombra.

  • Significado da carta - Isis: Deusa egípcia da maternidade, magia e proteção. Representando o arquétipo da maternidade.

  • Significado da carta - Ix Chel: Deusa maia da lua, do amor e da medicina. Representando o arquétipo da criatividade.

  • Significado da carta - Kali: Deusa hindu da destruição e renovação. Representando o arquétipo do medo.

  • Significado da carta - Kuan Yin: Deusa budista da compaixão e da misericórdia. Representando o arquétipo da compaixão.

  • Significado da carta - Lakshmi: Deusa hindu da prosperidade, riqueza e beleza. Representando o arquétipo da abundância.

  • Significado da carta - Lilith: Figura mitológica presente em várias tradições, muitas vezes associada à feminilidade selvagem e independência. Representando o arquétipo do poder.

  • Significado da carta - Maat: Deusa egípcia da verdade, justiça e ordem cósmica. Representando o arquétipo da justiça.

  • Significado da carta - Maeve: Rainha lendária da mitologia irlandesa, associada à soberania e à guerra. Representando o arquétipo da responsabilidade.

  • Significado da carta - Maya: Deusa hindu da ilusão e da criatividade cósmica. Representando o arquétipo da ilusão.

  • Significado da carta - Minerva: Na mitologia romana, é a deusa da sabedoria, das artes e da estratégia militar. Representando o arquétipo das crenças.

  • Significado da carta - Morgana, a Fada: Personagem da lenda arturiana, muitas vezes retratada como feiticeira e conselheira. Representando o arquétipo dos ritmos.

  • Significado da carta - Mulher do Milho: Figura importante nas mitologias indígenas americanas, associada à fertilidade e à colheita. Representando o arquétipo do alimento.

  • Significado da carta - Mulher Mutante: Representação simbólica da transformação e da adaptabilidade feminina. Representando o arquétipo dos ciclos.

  • Significado da carta - Nu Kua: Deusa chinesa da criação e da restauração. Representando o arquétipo da ordem.

  • Significado da carta - Nut: Deusa egípcia do céu e dos astros. Representando o arquétipo do mistério.

  • Significado da carta - Oxum: Deusa africana do rio, do amor e da fertilidade. Representando o arquétipo da sensualidade.

  • Significado da carta - Oya: Deusa iorubá do vento, tempestades e transformação. Representando o arquétipo da mudança.

  • Significado da carta - Pachamama: Deusa andina da terra e da fertilidade. Representando o arquétipo da cura e o sagrado.

  • Significado da carta - Pele: Deusa havaiana dos vulcões, associada à criação e destruição. Representando o arquétipo do despertar.

  • Significado da carta - Rhiannon: Deusa celta associada à terra, à lua e à fertilidade. Representando o arquétipo da dúvida.

  • Significado da carta - Sedna: Deusa inuit do mar, associada à pesca e à proteção dos animais marinhos. Representando o arquétipo da vítima.

  • Significado da carta - Sekhmet: Deusa egípcia da guerra, da cura e da justiça. Representando o arquétipo da raiva.

  • Significado da carta - Senhora das Feras: Deusa celta associada à proteção dos animais selvagens. Representando o arquétipo do relacionamento.

  • Significado da carta - Shakti: Na tradição hindu, é a energia cósmica feminina que impulsiona a criação. Representando o arquétipo da energia.

  • Significado da carta - Sheila Na Gig: Figura mítica celta, muitas vezes representada como uma escultura grotesca associada à fertilidade. Representando o arquétipo da abertura.

  • Significado da carta - Sofia: Na tradição gnóstica, é a personificação da sabedoria divina feminina. Representando o arquétipo da sabedoria.

  • Significado da carta - Sulis: Deusa celta associada às águas termais e à cura. Representando o arquétipo da doença e saúde.

  • Significado da carta - Tara: Deusa budista da compaixão e virtude. Representando o arquétipo da centralização.

  • Significado da carta - Uzume: Deusa japonesa da alegria, dança e humor. Representando o arquétipo do riso

  • Significado da carta - Vila: Na mitologia eslava, é uma espécie de fada ou espírito da natureza. Representando o arquétipo da mudança de forma.


A carta de Coatlicue no Tarot emerge como uma poderosa representação de transformação, dualidade e renovação. Ao integrar os elementos da mitologia asteca e os significados associados no Oráculo das Deusas, a conclusão é clara: estamos diante de uma carta que pede uma reflexão profunda sobre a aceitação da mudança e a disposição para soltar o que já não serve.


A dualidade expressa por Coatlicue, tanto como deusa da fertilidade quanto da morte, revela a complexidade inerente à existência. A saia de serpentes simboliza a capacidade de lidar com as complexidades da vida com sabedoria e coragem, enfatizando a necessidade de abraçar as dualidades e equilibrar as polaridades.


Os aspectos positivos destacam a promessa de renovação, fertilidade e prosperidade, sugerindo um período fértil para crescimento e desenvolvimento. A carta também enfatiza a força interior necessária para enfrentar desafios e abraçar as mudanças com confiança.


No entanto, os aspectos negativos apontam para possíveis resistências à transformação e conflitos internos, destacando a importância de superar medos e desconfortos associados à dualidade e à inevitabilidade da mudança.


Em última análise, a carta de Coatlicue oferece uma lição valiosa sobre a aceitação das fases de vida, a compreensão da natureza cíclica do crescimento e a disposição para liberar o passado, abrindo caminho para novas possibilidades. Ao enfrentar os desafios com sabedoria e coragem, podemos nos alinhar com os ciclos naturais da existência e experiência um renascimento significativo em nossas jornadas.


Se gostou do nosso conteúdo, sinta-se à vontade para compartilhá-lo com seus amigos e familiares.

Se você ainda tem dúvidas ou deseja explorar ainda mais as artes divinatórias, não perca mais tempos. Faça agora uma consulta com o Oráculo da Deusa e descubra o que o futuro reserva para você. Visite nosso site e faça sua consulta.


varias cartas do oraculo da deusa

Comments


Consultores:

bottom of page