top of page

O Tarot Sagrado dos Orixás de Zolrak: Uma Jornada Espiritual Através das Divindades Afro-Brasileiras


As principais características do Tarot Sagrado dos Orixás


O Tarot Sagrado dos Orixás, criado por Zolrak, é uma adaptação única e culturalmente rica do sistema tradicional de tarot, que se baseia nas tradições e na simbologia das religiões afro-brasileiras, especialmente aquelas centradas nos Orixás. Essas entidades são divindades oriundas das religiões africanas que foram trazidas para o Brasil e outras partes das Américas durante o período do tráfico transatlântico de escravos. No Brasil, essas divindades formam a base do Candomblé e da Umbanda, entre outras práticas espirituais afro-brasileiras.


Estrutura e Conteúdo desse Tarot

O Tarot Sagrado dos Orixás é composto por 77 cartas, divididas entre os Arcanos Maiores e Menores. Diferentemente dos tarots tradicionais, este baralho incorpora imagens e temas que refletem a rica tapeçaria das histórias dos Orixás e suas associações com elementos naturais, como rios, mares, florestas, fogo, e muito mais.


Cada carta dos Arcanos Maiores é associada a um Orixá específico. Por exemplo, Exu é frequentemente associado ao Mago, por ser um comunicador e mediador entre os mundos; Oxóssi pode ser visto no arcano do Eremita, representando a busca e a sabedoria; enquanto Iemanjá pode ser representada pela carta da Estrela, simbolizando a esperança e a inspiração.


Os Arcanos Menores são agrupados em quatro naipes que correspondem aos quatro elementos: fogo, água, ar e terra. Cada naipe reflete aspectos da vida cotidiana e desafios espirituais, guiando o consulente através de lições e reflexões que são profundamente enraizadas na espiritualidade afro-brasileira.


Objetivo e Uso

O objetivo principal do Tarot Sagrado dos Orixás é oferecer orientação espiritual e insights, ajudando os indivíduos a navegarem pelos desafios da vida com a sabedoria e o poder dos Orixás. Este tarot pode ser usado tanto para leituras divinatórias quanto para meditação e desenvolvimento espiritual pessoal.


Ele é particularmente valioso para aqueles que desejam conectar-se ou aprender mais sobre as tradições espirituais afro-brasileiras, proporcionando uma maneira respeitosa e integrativa de acessar esses antigos conhecimentos e práticas.

Impacto Cultural e Educação


O Tarot Sagrado dos Orixás de Zolrak serve não apenas como uma ferramenta de adivinhação, mas também como um meio educativo, promovendo a compreensão e o respeito pelas culturas afro-brasileiras. Ao mergulhar nos simbolismos e nas histórias contadas através das cartas, os usuários ganham uma maior apreciação pela rica herança espiritual do Brasil e a importância dos Orixás na vida das pessoas que seguem essas tradições.


O Tarot Sagrado dos Orixás é mais do que um conjunto de cartas; é uma ponte entre o passado e o presente, o espiritual e o material, o divino e o humano. Para os praticantes e admiradores das tradições afro-brasileiras, este tarot oferece uma maneira poderosa e ressonante de acessar a orientação espiritual dos Orixás, fortalecendo a conexão com as raízes culturais e espirituais de uma maneira profundamente pessoal e transformadora.


Comparação entre o Tarot Tradicional e o Tarot dos Orixás: Estruturas e Simbologias Distintas


O Tarot é uma ferramenta esotérica usada mundialmente para adivinhação, reflexão e orientação espiritual. O Tarot Tradicional, com suas raízes na Europa medieval, e o Tarot dos Orixás, enraizado nas tradições afro-brasileiras, oferecem perspectivas únicas através de suas estruturas e simbologias particulares.


Estruturas Básicas

Tarot Tradicional: O Tarot Tradicional é geralmente composto por 78 cartas, divididas em 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. Os Arcanos Maiores são numerados e representam uma jornada espiritual e filosófica conhecida como "a viagem do Louco", começando pelo Louco (0) e culminando no Mundo (21). Cada número tem um significado específico, guiando a interpretação da carta no contexto da leitura. Os Arcanos Menores, divididos em quatro naipes (Copas, Espadas, Paus e Ouros), lidam com aspectos mais cotidianos da vida.


Tarot dos Orixás: Por outro lado, o Tarot dos Orixás é formado por 77 cartas, incluindo 25 cartas principais que representam os Orixás mais venerados. Estas cartas principais não são numeradas, refletindo a visão de que os Orixás transcendem um sistema hierárquico baseado em números. Numerar os Orixás poderia sugerir uma ordem de importância que não existe dentro dessa cosmovisão, pois cada Orixá possui seu próprio domínio e poder, que não é influenciado pelos números, mas sim, os Orixás têm poder sobre eles. As outras 52 cartas são divididas de acordo com os quatro elementos da natureza (fogo, água, ar e terra), incluindo cartas especiais conhecidas como "mensageiras dos elementos" e a carta "Elemental", que sintetiza todas as energias do baralho.


Simbologia e Interpretação

Tarot Tradicional: A simbologia do Tarot Tradicional é rica em elementos de misticismo medieval, astrologia, cabala e simbolismo cristão. As cartas numeradas dos Arcanos Maiores ajudam a contar a história da jornada espiritual do Louco, proporcionando um arcabouço narrativo que guia as interpretações.


Tarot dos Orixás: No Tarot dos Orixás, a simbologia é profundamente enraizada na espiritualidade e na cultura afro-brasileira. As cartas refletem os atributos, histórias e poderes dos Orixás, com uma conexão direta com os elementos da natureza. Este baralho serve não apenas como uma ferramenta de adivinhação, mas também como um veículo para a compreensão e a celebração das tradições afro-brasileiras.


Finalidade e Uso

Tarot Tradicional: Amplamente utilizado para adivinhação, meditação e crescimento pessoal, o Tarot Tradicional é versátil e adaptável a muitos contextos, ajudando os usuários a refletir sobre suas vidas e tomar decisões informadas.


Tarot dos Orixás: O Tarot dos Orixás é especialmente valioso para aqueles que buscam uma conexão mais profunda com as divindades afro-brasileiras. É uma ferramenta espiritual poderosa para entender as influências e mensagens dos Orixás, fortalecendo os laços espirituais e culturais dos praticantes.


Tanto o Tarot Tradicional quanto o Tarot dos Orixás oferecem ricas oportunidades para orientação e reflexão. Enquanto o Tarot Tradicional fornece uma abordagem universal que se adapta a diferentes situações da vida, o Tarot dos Orixás oferece uma conexão profunda com a cultura e espiritualidade afro-brasileira, destacando-se como uma ferramenta de grande significado cultural e espiritual. A escolha entre um e outro dependerá das necessidades pessoais e interesses espirituais do usuário.


Abaixo quadro que mostra as conexões diretas entre algumas cartas do Tarot dos Orixás e o Tarot Tradicional, indicando os arquétipos semelhantes entre os dois sistemas. Para as cartas exclusivas do Tarot dos Orixás que não possuem correspondentes diretos no Tarot Tradicional, a indicação "Não Tem" foi utilizada, refletindo a singularidade e especificidade cultural das divindades e conceitos afro-brasileiros presentes neste tarot.


Tarot dos Orixás

Tarot Tradicional

Elegbara

Não Tem

Exú

Não Tem

Pomba-Gira

Não Tem

Ogum

O Carro

Iansã ou Oiá

Não Tem

Xangô

A Justiça

Omulu

O Ermitão

Obá

Não Tem

Oxumaré

Roda da Fortuna

Oxum

A Sacerdotisa

Iemanjá

A Imperatriz

Oxalá

O Imperador

O Babalorixá

O Mago

O Anjo Custódio

A Temperança

O Casal

Os Enamorados

O Homem

A Estrela

A Aldeia

A Torre

A Terra

O Mundo

O Sol

O Sol

A Lua

A Lua

O Expulso

O Louco

Iku

A Morte

O Karma

O Julgamento

O Diabo

O Diabo

O Prisioneiro Escravizado

O Enforcado


O Tarot dos Orixás é uma ferramenta espiritual profundamente enraizada nas tradições afro-brasileiras e, como tal, o seu uso vai além da simples adivinhação, englobando uma conexão sagrada com as divindades afro-brasileiras, os Orixás. Para utilizar as cartas de forma respeitosa e eficaz, aqui estão algumas recomendações e rituais simbólicos a considerar:


1. Purificação e Consagração das Cartas

Antes de utilizar o Tarot dos Orixás pela primeira vez, é importante consagrar e purificar o baralho. Isso pode ser feito através de uma simples cerimônia que inclui acender uma vela branca e incenso de ervas limpas como arruda ou alfazema. Enquanto as cartas são passadas pela fumaça do incenso, peça aos Orixás que as abençoem para que as leituras sejam claras e verdadeiras.

2. Criar um Espaço Sagrado

Sempre que for realizar uma leitura, é aconselhável criar um espaço sagrado. Isso pode ser feito limando o ambiente fisicamente e espiritualmente, usando incenso, tocando músicas tranquilas ou cânticos dedicados aos Orixás e colocando objetos de poder no espaço, como cristais, água, flores e imagens dos Orixás.

3. Invocação dos Orixás

Antes de embarcar na leitura das cartas, faça uma oração ou invocação aos Orixás. Peça-lhes que estejam presentes durante a leitura e que guiem suas intuições e insights. Essa conexão espiritual é essencial para garantir que as mensagens recebidas sejam influenciadas positivamente pelas energias divinas.

4. Respeitar as Energias

Cada carta no Tarot dos Orixás carrega a energia de uma divindade específica. É crucial respeitar essas energias e o que elas representam. Evite fazer perguntas frívolas ou usar o tarot de maneira leviana. As questões devem ser feitas de maneira clara e com um propósito definido.

5. Meditação com as Cartas

Além de usá-las para leitura, as cartas podem ser usadas para meditação. Escolha uma carta que ressoe com as necessidades atuais ou com um Orixá que deseje entender melhor e medite sobre sua imagem e significado. Isso pode ajudar a aprofundar sua conexão pessoal com o Orixá e entender melhor os caminhos a seguir.

6. Agradecimento Final

Após completar a leitura, é importante agradecer aos Orixás pela orientação. Uma pequena oferta pode ser feita como sinal de gratidão, como derramar um pouco de água no chão ou oferecer uma pequena quantidade de mel ou frutas.

7. Armazenamento das Cartas

Guarde o seu baralho em um local seguro e respeitoso quando não estiver em uso. Envolver as cartas em um pano branco ou de cor que represente um Orixá específico pode ser uma forma de honrar continuamente a energia das cartas e dos Orixás.

Estas práticas ajudam a manter a integridade espiritual do Tarot dos Orixás e a garantir que as leituras sejam conduzidas de forma respeitosa e poderosa. Ao seguir essas recomendações, você estará mais preparado para explorar as mensagens e orientações que os Orixás têm para oferecer através das cartas.


Comparando o Tarot dos Orixás e o Tarot Tradicional


O Tarot dos Orixás e o Tarot Tradicional, embora ambos sejam ferramentas de orientação espiritual e reflexão, apresentam diferenças e semelhanças significativas que refletem suas origens e propósitos distintos.


Semelhanças: Ambos os sistemas utilizam arquétipos para espelhar aspectos da experiência humana, proporcionando uma ponte entre o cotidiano e o espiritual. Esses arquétipos servem como espelhos que refletem nossas próprias vidas, desafios e escolhas, oferecendo ideias profundas que vão além de simples adivinhações. Eles nos ajudam a reconhecer padrões, resolver conflitos internos e navegar pelas complexidades da vida com maior clareza e propósito.


Diferenças: O aspecto mais distinto do Tarot dos Orixás em relação ao Tarot Tradicional reside em sua profunda conexão com a espiritualidade e as práticas religiosas afro-brasileiras. Enquanto o Tarot Tradicional pode ser utilizado dentro de uma variedade de contextos espirituais ou mesmo de forma secular, o Tarot dos Orixás está intrinsecamente ligado ao culto dos Orixás, divindades afro-brasileiras que regem as forças da natureza e aspectos da existência humana.


O Tarot dos Orixás não apenas orienta, mas também serve como um canal para comunicação e veneração dessas poderosas entidades. Cada carta é um portal para o divino, oferecendo não só conselho, mas também uma conexão direta com o sagrado. Isso contrasta com o Tarot Tradicional, onde a interpretação das cartas geralmente se concentra mais em psicologia e simbolismo pessoal do que em conexão direta com divindades específicas.


Além disso, o Tarot dos Orixás é caracterizado por uma ausência de numeração em suas cartas principais, evitando qualquer noção de hierarquia entre os Orixás, que são vistos como igualmente poderosos e importantes. Isso sublinha uma visão de mundo onde o equilíbrio e o respeito mútuo entre as forças espirituais são fundamentais, refletindo uma cosmovisão que valoriza a harmonia e a interdependência.


Em resumo, enquanto ambos os tarots oferecem vias para autoconhecimento e introspecção, o Tarot dos Orixás se distingue pelo seu enraizamento em uma tradição espiritual específica que valoriza a interação com o sagrado através de figuras divinas concretas. Ele não apenas reflete nossa realidade diária através dos arquétipos, mas também nos conecta com uma dimensão espiritual que é palpável e vibrante dentro do contexto cultural de suas origens. Assim, o Tarot dos Orixás oferece uma jornada de reflexão que transcende a adivinhação, tocando no coração da vida espiritual e religiosa.


Se você gostou do nosso artigo, compartilhe com seus amigos e familiares.

Se você ainda tem dúvidas ou deseja explorar ainda mais as artes divinatórias, não perca mais tempo procurando respostas. Faça agora sua consulta de Tarot dos Orixás e descubra o que o futuro reserva para você. Acesse nosso site e faça uma consulta. 

Comments


Consultores:

bottom of page